Old Falcons Never Die…

Segunda-feira, 13 Dezembro, 2004

Old Falcons Never Die…

E porque o assunto diz respeito ao Comando da BA1, que proporcionou o nosso almoço dos 30 anos, aqui vai uma repetição do artigo publicado no kritycus.
“Foi com alguma amargura que vi partir mais um Falcão. Durante todos estes anos de vida profissional, tenho assistido a vários momentos destes. Por vezes, e devido às circunstâncias, entendi essas partidas de Falcões com mais facilidade do que agora, após todos estes anos de profissão.
Refiro-me ao falecimento de um piloto, de quem era amigo, o Coronel Piloto Aviador Ramiro, Comandante da BA1. Terminou os seus dias a voar.
Não é presumivelmente o momento para discutir o motivo pelo qual o acidente ocorreu. Os acidentes acontecem e as causas serão analisadas por quem de direito. Deixemos isso para as autoridades competentes. Agora, vai sendo tempo de alguém perguntar pela responsabilidade deste tipo de acidentes. Ao longo dos anos, têm vindo a ocorrer fatalidades deste género e para mim só existe um responsável por estes acidentes – O Sr. Ministro da Defesa em vigor à altura dos respectivos acidentes.
Todos sabemos a dificuldade de Orçamentos com que vivem as Forças Armadas. Certamente que a FAP também terá as suas dificuldades e provavelmente os seus pilotos não voarão assim tanto como seria desejável de forma a terem proficiência nos meios que operam. Não pretendo atribuir algum tipo de culpa a ninguém mas sim responsabilidade e essa cai sobre a primeira e última entidade: Ministro da Defesa.
Alguém faz algum tipo de inquérito responsável sobre este tipo de acidentes? Alguém tem a coragem de parar esta matança injustificada? Alguém se preocupa com a vida humana que opera meios cujo treino é inexistente? Não seria tempo de regulamentar estes voos que são feitos por pilotos cuja proficiência não é a necessária? Será que toda a gente se esqueceu daquilo que aprendeu quando iniciou a profissão? Terão os pilotos de continuar a voar para passarem no dia dos festivais, numa determinada hora e num determinado sítio, onde existe um palco recheado de políticos sentados, a olharem para o céu, de boca aberta a verem passar os seus aviões? Querem entretém, regulamentem esse tipo de entretém, mas tenham a consciência que, quem vai dentro dos aviões, merece respeito pela actividade e merece que lhe proporcionem o treino devido. Não vamos entrar muito mais por diante neste tipo de assuntos por nunca mais terminaria este tipo de queixas. Na despedida final, reencontrei vários companheiros que não via há muito tempo e que continuam quase na mesma mas com muitos mais galões e estrelas. Um deles, o Chefe, continua exactamente na mesma, com toda a sua dignidade e respeito pelo próximo e com todo o carisma de líder. Bem-haja um profissional desta estirpe.

… Just Fade Away.

Carlos Soares

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: